nascentes e matas

Hoje são mais de mil nascentes cadastradas em Belo Horizonte, conforme registro da secretaria municipal de Meio Ambiente da PBH. Na bacia hidrográfica do Cercadinho existem várias nascentes ainda preservadas que somam suas águas aos córregos Cercadinho e Ponte Queimada. Em 1990, uma área de proteção ambiental foi criada por decreto estadual para proteção da bacia, entendendo a importância desse manancial. Mas as nascentes e áreas de proteção ambiental sofrem constante pressão do mercado imobiliário. Como trabalhar com essas duas forças? O que é possível propor? O que seria pensar as águas – nascentes, córregos, rios – e as matas como elementos estruturantes de uma cidade, para além da lógica de áreas de proteção que excluem a vida cotidiana de humanos?  

em processo

Este projeto foi realizado com recursos da Lei Municipal de Incentivo à Cultura de Belo Horizonte. Projeto nº1243/2017.

fale com o projeto:

corregosvivos@gmail.com