morar na bacia

Morros, serras, picos, chapadas e fundos de vale definem o padrão de drenagem das águas da chuva ou nascentes, direcionam o escoamento das águas, e as levam para as partes mais baixas. As bacias possibilitam manter os biomas e atividades da vida cotidiana e econômica. Quais modos de morar existentes, ou que podemos projetar para o futuro, que possibilitariam relações entre os viventes, combinando águas e matas, e não sua separação ou exclusão? 

Aqua clubes residenciais, Eco Vittas, Village Viveres, Greenports condominiais: todos lindos nomes que remetem à ecologia – água, vida, viver, vilas, eco, green... grandes terraplanagens em solos de filito, torres, conjunto de casas de luxo, áreas de lazer, cercas e muros separando-os dos córregos e matas. Quais outros modos de vida e de espaços são possíveis?
em processo

Este projeto foi realizado com recursos da Lei Municipal de Incentivo à Cultura de Belo Horizonte. Projeto nº1243/2017.

fale com o projeto:

corregosvivos@gmail.com